segunda-feira, 16 de março de 2020

"Como explicar a uma criança a importância das medidas de distanciamento social e isolamento?"

Eis informações disponíveis no site da Ordem dos Psicólogos Portugueses que podem ser de grande utilidade para os pais.
Clique AQUI para consultar o documento.
"Como explicar a uma criança a importância das medidas de distanciamento social e isolamento?" - Veja o vídeo e consulte o documento de apoio em:
Ordem dos Psicólogos, clique AQUI!
Vídeo em:
https://www.facebook.com/ordemdospsicologos/videos/2917996764961386/
 

Espaço online de apoio às escolas - Covid-19: Perto ou longe, a Educação é um direito!

Num momento em que as escolas portuguesas se encontram com as atividades presenciais suspensas, a Direção-Geral da Educação (DGE), em colaboração com a Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional (ANQEP), construiu o sítio https://apoioescolas.dge.mec.pt, com um conjunto de recursos para apoiar as escolas na utilização de metodologias de ensino a distância que lhes permitam dar continuidade aos processos de ensino e aprendizagem.

Neste espaço, que queremos dinâmico, iremos disponibilizar continuamente novos recursos, partilhar práticas e sobretudo dar resposta a este grande desafio: manter o processo de ensino aprendizagem em funcionamento, para que todos os nossos alunos continuem a aprender.
Este apoio a organizar pelas escolas deverá permitir a todas as crianças e jovens:
- manter contacto regular com os seus professores e colegas;
- consolidar as aprendizagens já adquiridas;
- desenvolver novas aprendizagens.

Perto ou longe, a Educação é um direito!
Dada a grande diversidade de contextos, privilegiamos soluções que utilizem processos simples e não exigentes de muita tecnologia, largura de banda ou elevadas competências digitais dos utilizadores. Tal não invalida a utilização de tecnologias mais sofisticadas, desde que as condições locais assim o permitam.
Numa primeira fase, todas as escolas devem manter o contacto diário com os alunos e iniciar uma dinâmica em que, gradualmente, poderão introduzir processos e ferramentas mais complexas de interação. Todas estas novas formas de aprender e de ensinar implicam uma curva de aprendizagem, tanto para os professores como para os alunos.
Deverão ser privilegiadas atividades assíncronas, menos exigentes em largura de banda e que não requeiram dispositivos de última geração. No caso em que os destinatários são crianças ou alunos mais novos, da Educação Pré-escolar e dos 1.º e 2.º ciclos, as atividades deverão, sempre que possível, ser intermediadas pelos encarregados de educação.
Nesta fase inicial, é fundamental que sejam desenvolvidas formas simples para não se perder o contacto com os alunos, em particular aqueles que não têm ainda acesso a internet ou equipamento. Um contacto estabelecido através de organizações e associações locais ou da Junta de Freguesia poderá assegurar que estes alunos também recebem materiais e tarefas para fazer.
Em cada escola/agrupamento deve ser criada uma equipa de apoio aos restantes docentes, quer porque o trabalho dos docentes estará também a ser feito a distância, quer porque poderá haver algumas pessoas menos experientes neste tipo de modalidade de ensino. Esta equipa poderá ainda organizar sessões de formação a distância ou disponibilizar recursos para autoaprendizagem.
Brevemente, a DGE irá disponibilizar um curso sobre metodologias de ensino a distância, procurando também desta forma apoiar as escolas e os seus docentes.
Em cada escola deverão ainda ser definidas as ferramentas e as metodologias a utilizar, tendo em conta os diferentes níveis de ensino. Na medida do possível, deve ser evitada a proliferação de ferramentas e de plataformas para que haja uma harmonização de métodos de ensino e aprendizagem, em cada ciclo e com isto facilitar a concentração dos alunos nos espaços digitais.
Terá de haver enorme cuidado para que todos os alunos, independentemente dos dispositivos que utilizem e do software instalado, tenham acesso aos recursos disponibilizados pela escola. Deverá ser utilizado software de livre acesso e não muito exigente do ponto de vista tecnológico ou de largura de banda.
Escolas mais avançadas tecnologicamente deverão partilhar as suas práticas e apoiar, sempre que possível, outras que se encontrem em maior dificuldade. Caberá também aos Centros de Formação de Professores promoverem esta partilha e apoiarem as escolas neste grande desafio. Neste momento em que todos nos defrontamos com problemas de grande complexidade, a colaboração entre todos é fundamental.
Sublinhamos aqui a importante comunicação da UNESCO que publicou recentemente 10 recomendações (sobre ensino a distância, no âmbito do encerramento de muitas escolas em vários países, recomendando a leitura atenta e a divulgação dessas recomendações junto de todas as comunidades educativas. Criámos um endereço de e-mail (apoioescolas@dge.mec.pt) para resposta às dúvidas que nos queiram colocar e receção de sugestões e partilha de recursos.
Fonte: DGE

sábado, 14 de março de 2020

Período de Isolamento Social dos Alunos (atualização)

Como já é do conhecimento público, o Governo decidiu proceder à suspensão das atividades com alunos nas escolas, de 16 de março a 13 de abril.
Para o bem de todos e da saúde pública, que é uma responsabilidade de todos nós, solicitamos que durante a suspensão das atividades letivas sejam cumpridas as regras de higiene, de distanciamento social e, sobretudo, de contenção da participação dos alunos em atividades, iniciativas e deslocações a locais que potenciem o contágio.
Durante este período devem consultar periodicamente o site da escola (https://aetb.edu.pt/), o blog miliário (http://miliariogeira.blogspot.com/), bem como o seu email sobre possíveis orientações que a Escola possa veicular.
Aos alunos dos 11º e 12º informa-se que estando a decorrer o período de inscrição nos exames nacionais, será definido um procedimento para que os alunos não necessitem de se deslocar à escola para a inscrição.
Os encarregados de educação que ainda não o fizeram devem, até segunda-feira, informar o professor/educadora titular e ou diretor de turma do contacto telefónico e eletrónico (endereço de email) seu e/ou dos seus educandos.
Depois de contactar o SNS 24 (808 24 24 24) e no sentido de informar o Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro de situações de suspeição ou contágio que decorram após o início da suspensão das atividades, solicitamos que utilizem um dos seguintes contactos: o email diretor@aetb.edu.pt ou os n.ºs de telefone 253 359 010, 926890521 ou 925774744 (estando este último número sempre disponível). Desta forma, poderá manter-se a identificação de cadeias de contágio.
Informa-se que na eventualidade dos profissionais de saúde, das forças e serviços de segurança e de socorro (incluindo os bombeiros voluntários, e das forças armadas, os trabalhadores dos serviços públicos essenciais, de gestão e manutenção de infraestruturas essenciais, bem como outros serviços essenciais) serem mobilizados para o serviço ou prontidão, impedindo assim que prestem assistência aos seus filhos ou outros dependentes, este Agrupamento acolherá, na Escola Básica e Secundária de Terras de Bouro, os filhos ou outros dependentes destes Trabalhadores de Serviços Especiais.
No que concerne ao serviço de refeições aos alunos do Escalão A, os Pais/Encarregados de Educação dos alunos carenciados (apenas escalão A) do Pré-escolar, do 1.º, do 2.º e 3.º Ciclos e Ensino Secundário que pretendam usufruir das refeições escolares serão contactados pelas Educadoras/Professores Titulares/Diretores de Turma. Estes serão auscultados, por telefone ou por e-mail, até às 10h00 de segunda-feira, para organizarmos as refeições e articularmos com o Município os transportes dessas crianças ou desses alunos.
Os Encarregados de Educação também podem contactar os Serviços Administrativos para o n.º de telefone 253 359 010 ou para o n.º925774744 (estando este último número sempre disponível).
As refeições serão servidas na Escola Básica e Secundária de Terras de Bouro.
NOTA: O Ministério da Educação emanará orientações específicas para as diferentes áreas de intervenção. As orientações integrarão dimensões administrativas, de apoio aos alunos, curriculares e pedagógicas. Logo que as mesmas cheguem ao Agrupamento este dará conhecimento das mesmas pelo meio mais expedito.

sexta-feira, 13 de março de 2020

Período de Isolamento Social dos Alunos

Como já é do conhecimento público, o Governo decidiu proceder à suspensão das atividades com alunos nas escolas, de 16 de março a 13 de abril.
Para o bem de todos e da saúde pública, que é uma responsabilidade de todos nós, solicitamos que durante a suspensão das atividades letivas sejam cumpridas as regras de higiene, de distanciamento social e, sobretudo, de contenção da participação dos alunos em atividades, iniciativas e deslocações a locais que potenciem o contágio.
Durante este período devem consultar periodicamente o site da escola (https://aetb.edu.pt/), o blog miliário (http://miliariogeira.blogspot.com/), bem como o seu email sobre possíveis orientações que a Escola possa veicular.
Aos alunos dos 11º e 12º informa-se que estando a decorrer o período de inscrição nos exames nacionais, será definido um procedimento para que os alunos não necessitem de se deslocar à escola para a inscrição.
Os encarregados de educação que ainda não o fizeram devem, até segunda-feira, informar o professor/educadora titular e ou diretor de turma do contacto telefónico e eletrónico (endereço de email) seu e/ou dos seus educandos.
Depois de contactar o SNS 24 (808 24 24 24) e no sentido de informar o Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro de situações de suspeição ou contágio que decorram após o início da suspensão das atividades, solicitamos que utilizem um dos seguintes contactos: o email diretor@aetb.edu.pt ou os n.ºs de telefone 253 359 010, 926890521 ou 925774744. Desta forma, poderá manter-se a identificação de cadeias de contágio.
NOTA: O Ministério da Educação emanará orientações específicas para as diferentes áreas de intervenção. As orientações integrarão dimensões administrativas, de apoio aos alunos, curriculares e pedagógicas. Logo que as mesmas cheguem ao Agrupamento este dará conhecimento das mesmas pelo meio mais expedito.

quinta-feira, 12 de março de 2020

5.º C investiga as penas

Mo âmbito da disciplina de Ciências Naturais, "Investigar as penas" foi o trabalho de laboratório realizado pelos alunos da turma C do 5.º ano da Escola Básica de Rio Caldo.
Agradecemos as fotografias e o e-mail enviado pela senhora professora Cristina Isabel Jesus.
 
 
 
 





quinta-feira, 5 de março de 2020

Alunos do 7.º ano da Escola Básica de Rio Caldo visitam o Castro de Alvarelhos e a Casa da Cultura

Conforme já noticiámos, hoje, os alunos do 7.º ano da Escola Básica de Rio Caldo estão em visita de estudo. Depois da visita à Estação de Arruda, os alunos do sétimo ano visitaram, à tarde, o  Castro de Alvarelhos,  na Trofa, e também a Casa da Cultura.
Agradecemos o texto e as fotografias à senhora professora Teresa Brandão Silva.
 
 
 
 
 
 

Alunos do 7.º ano da Escola Básica de Rio Caldo visitam Estação Litoral da Aguda

Hoje, os alunos do 7.º ano da Escola Básica de Rio Caldo estão em visita de estudo. Pela manhã, começaram por visitar a Estação Litoral da Aguda (Vila Nova de Gaia), que contempla um museu alusivo à pesca e um aquário com inúmeras espécies aquáticas.
Agradecemos o texto e as fotografias à senhora professora Teresa Brandão Silva.






 

segunda-feira, 2 de março de 2020

Plano de Contingência Regional para COVID-19

Na sequência do Plano de Contingência Regional para COVID-19, publicamos material informativo sobre o COVID-19, que consideramos importante divulgar junto da comunidade escolar (clicar nas hiperligações):
- Folheto Informativo "COVID-19 – perguntas frequentes", elaborado pelo Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Norte, I.P., com base em informação disponibilizada no site da Direção-Geral da Saúde (DGS) e
- Vídeo da Organização Mundial da Saúde, também disponível no site da DGS.
Para mais informações consulte www.dgs.pt

sábado, 29 de fevereiro de 2020

Associação de Estudantes promove Jantar de Gala

Promovido pela Associação de Estudantes está prevista a realização de um Jantar de Gala no dia 6 de março, na Escola Básica e Secundária de Terras de Bouro.
Esta atividade é aberta aos alunos da Escola Básica de Rio Caldo que foram convidados pela Associação de Estudantes da Escola Básica e Secundária de Terras de Bouro.

Exposição de Educação Tecnológica

No átrio da Escola Básica e Secundária de Terras de Bouro estão expostos trabalhos realizados pelos nossos alunos na disciplina de Educação Tecnológica.
Está é uma exposição a não perder. 




sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

Terceiro dia da visita de estudo das turmas D e E do 9.º ano da Escola Básica de Rio Caldo a Lisboa e Sintra

Hoje, da parte da manhã fomos visitar o Palácio Nacional da Pena, em Sintra (parque e palácio).
Da parte da tarde, fomos visitar a Quinta da Regaleira, em Sintra.
Agradecemos o texto e as fotografias à senhora professora Sara Silva.

“Com água na boca!” D. Sónia Rodrigues faz deliciosa sobremesa de abacate

Publicamos o registo escrito e fotográfico de uma atividade realizada no Centro Escolar de Terras de Bouro pela encarregada de educação, Dona Sónia Rodrigues e, também, uma foto do texto escrito pela filha da encarregada de educação.
No âmbito do projeto PNPG Go, tivemos a visita da Dona Sónia Rodrigues, mãe da aluna Eduarda Alexandra, do 4.º D, para nos ensinar a confecionar uma sobremesa saudável com frutos do seu quintal, o abacate.
A sobremesa ficou provada e aprovada, sendo de "chorar por mais"!
Fica aqui o registo de todo o processo e das caras gulosas dos nossos alunos.
Agradecemos a colaboração da senhora encarregada de educação.
Agradecemos, também, o texto e as fotografias à senhora professora Carmo Cosme.
Para ver mais 96 fotografias, clique AQUI!

Sessões de Educação Sexual para os alunos do secundário

No dia 27 de fevereiro decorreram na Escola Básica e Secundária de Terras de Bouro uma série de atividades para o Ensino Secundário no âmbito da Educação Sexual. A CPCJ colaborou na dinamização de duas sessões.
Às 8.30H para o 11ºA /º11B: realizou-se uma oficina sobre as “Consequências físicas, psicológicas e sociais da maternidade e paternidade na adolescência”. As técnicas da CPCJ exploraram o tema apresentando um PPT complementado com um filme de forma a alertar os jovens para este problema. Os alunos mostraram-se interessados e participativos.
Pelas 10.30H fez-se, para o 10º A e 12º, um Workshop sobre “ a prevenção dos maus tratos e aproximações abusivas” dinamizado por uma entidade parceira da CPCJ a SOPRO. Os alunos mostraram-se participativos e interessados no tema e é sempre importante relembrar este problema face aos números elevados de queixas realizadas todos os anos no nosso país.
Fonte: CPCJ de Terras de Bouro (texto e fotos)